Vitamina D e Omega 3: Protetores de Câncer

Em época de campanha contra o câncer de mama e de próstata é importante conhecermos alguns fatores que funcionam como protetores para o desenvolvimento dessa doença. Hoje vamos destacar dois:
Vitamina D: A deficiência de vitamina D tem sido implicada como fator de risco no desenvolvimento de alguns tipos de câncer, como o câncer de mama, câncer colorretal, melanoma, câncer de ovário, câncer de próstata e também com relação ao câncer de esôfago. Estudos mostram que níveis sanguíneos mais elevados da vitamina D são protetores principalmente para câncer de mama, câncer colorretal, próstata e carcinoma de células renais. A vitamina D é um potente inibidor da nutrição do tumor e de processos inflamatórios. A exposição adequada ao sol é a melhor forma de fornecer vitamina D, que possui muitas variáveis, mas o tempo médio diário dessa exposição deve ficar entre 15 a 20 minutos ao sol, sem protetor solar nos braços, pernas, abdômen e costas, com o rosto sempre protegido, sendo o melhor horário entre dez horas da manhã até as três da tarde;
Equilíbrio entre os ácidos graxos Omega 3 e Omega 6: Manter um consumo de ácidos graxos em uma proporção ideal de 2:1 entre omega 6 e omega 3, ou seja duas vezes mais omega 6 que 3, combate câncer pois possue uma ação anti inflamatória no organismo. Enquanto o consumo habitual na Dieta Americana Padrão fica entre 10:1 e 20:1, principalmente devido consumo excessivo de óleos fontes de ômega 6 e sem ômega 3 utilizados na cozinha e em alimentos processados. Como a maioria dos bovinos já não pastam, ocorreu uma redução significativa do Omega 3 na alimentação, daí importância de se consumir outros alimentos fontes como semente de chia, ou linhaça e peixes como a sardinha. Buscando assim o equilíbrio que proporciona uma supressão do fator nuclear κB, a ativação da AMPK / SIRT1, a modulação da atividade da COX e a elevação da regulação de novos mediadores lipídicos anti-inflamatórios, que são os principais mecanismos do efeito anticancer, já o excesso de ω-6 induz a progressão de certos tipos de câncer.

COMPARTILHAR