Falta de medicamentos preocupa municípios do litoral

Foto: Reprodução Internet

Xangri-lá – A falta de medicamentos vem trazendo sérios problemas para os municípios. Conforme a Secretária de Saúde, Luzia Barbosa, os fornecedores estão cancelando os pedidos por falta de matéria prima para a fabricação. Estão em falta no momento soro fisiológico, antibióticos, Xilocaina, e Omeprazol.

A maior preocupação diz, a secretária, é referente a falta de antibióticos. É por isso que viemos a público para informar a oscilação existente na entrega de alguns medicamentos na farmácia municipal. Diversos medicamentos encontram-se escassos não somente no município, mas em todo país.

Luzia Barbosa informa também que faltam medicamentos básicos em toda a rede pública e privada de todos os estados. Ela enfatiza que a prefeitura ampliou a farmácia e já realizou a compra de todos os medicamentos, mas devido a falta dos mesmos nos laboratórios fabricantes estão no aguardo da regularização das entregas para assim normalizar a distribuição.

Capão da Canoa – A Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação da Assistência Farmacêutica Municipal, informa que estão em falta alguns medicamentos na farmácia básica municipal. É importante frisar que não se trata de falta de planejamento ou gestão por parte do município. Conforme a Coordenadora Cátia Maritan o que vem acontecendo é a falta de alguns fármacos que ocorre devido a escassez de insumos para a produção dos mesmos, e vem atingindo diversas empresas fornecedoras de medicamentos para prefeituras e estados. Sendo assim, a falta de medicamentos não é exclusividade do município de Capão da Canoa, pois ocorre em nível nacional, informa Cátia. Também está faltando medicamentos em hospitais e farmácias privadas.

Cátia Maritan juntamente com a Secretária de Saúde Danúbia dos Santos Pereira solicita a colaboração e compreensão de todos os munícipes, enfatizando sempre, que os medicamentos continuarão sendo fornecidos pelo município na farmácia básica municipal, e que estamos tomando as medidas necessárias para solucionar o problema.

Texto: Rubenir Fernandes

COMPARTILHAR