Policial Militar de folga salva bebê engasgado com leite materno

A Manobra de Heimlich ensinada no curso de formação de soldados da Brigada Militar salvou a vida do bebê

Foi após uma madrugada de plantão que o soldado Alexsandro Ribeiro da Silva aproveitava para tirar um descanso depois de muito trabalho. Era sábado, o dia em que ele tiraria folga para poder aproveitar. Alexsandro nem imaginava o que poderia acontecer antes mesmo de deixar a sede do Segundo Batalhão de Áreas Turísticas do Litoral Norte. Foi tudo muito rápido e angustiante.

Alexsandro percebeu do alojamento dois homens com uma criança no colo no pátio do quartel e desceu para ver o que estava acontecendo. Na hora se deparou com o bebê de 40 dias engasgado com leite materno, imediatamente o policial de folga deu início as manobras de desobstrução na criança. A Manobra de Heimlich que aprendeu no curso de formação. Foi a primeira vez que colocou em pratica e salvou a criança.

Foram momentos de muita angustia, muita apreensão, mas também de muita emoção. Quando eu vi os dois no pátio, sendo que o pai estava somente de cuecas, até pensei que tivesse ocorrido uma briga, mas não, o pai e um amigo com a criança no colo pedindo socorro, desci as escadas correndo e nem pensei duas vezes. Eles colocaram a criança em meus braços.

“Na primeira manobra não obtive resultados. Corri próximo ao quartel onde estava outro colega, segui fazendo as manobras, quando ouvi que a criança de os primeiros choros. Uma secreção começou a sair do nariz e da boca. Ai eu senti mesmo que ela estava voltando. Fiz uma sucção com a boca, onde consegui sugar da boca da criança e do nariz o que estava obstruindo sua respiração. Ela voltou a chorar. Abriu os olhos. Chorou novamente. Chorava forte”, diz o soldado Ribeiro.

“No lugar da angustia, da apreensão, veio o alivio. Veio a emoção. Parecia que estava vendo a criança nascer de novo. Com ela nos braços a emoção tomou conta de todos nós, pai, vizinho, e nós soldados choramos muito de alegria. A manobra deu resultado. Graças a Deus consegui fazer o procedimento correto”, finalizou o Policial. Depois disso uma viatura da Brigada Militar conduziu os pais e criança ao Hospital Santa Luzia para exames complementares. Ela passa bem.

MANOBRA DE HEIMLICH

A manobra de Heimlich, considerado o melhor método de desobstrução de vias aéreas em ambiente pré-hospitalar, é facilmente aplicável e comumente disseminada em serviços de treinamento a primeiros socorros. Basicamente ela conduz a tosse induzida que leva a desobstrução da via aérea.
Posicione-se por trás e enlace a vítima com os braços ao redor do abdome (se for uma criança, ajoelhe-se primeiro), caso ela esteja consciente. Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão. Faça movimentos de compressão para dentro e para cima (como uma letra “J”), até que a vítima elimine o corpo estranho.

Como agir em caso de engasgo em bebês:

Manobra de Heimlich desobstrui corpo estranho nas vias aéreas

Coloque o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas). Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos. Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente. Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto socorro ou hospital). Esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente. Os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser tomados até que seja possível o atendimento especializado.

Texto: Rubenir Fernandes
Fotos: sd Eline Witt / BM / Divulgação

COMPARTILHAR