Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, morre aos 99 anos

Philip completaria 100 anos em junho Foto: Reprodução/Instagram

Morreu nesta sexta-feira (09) o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, marido da Rainha Elizabeth. Aos 99 anos, ele havia sido internado recentemente no hospital King Edward VII, em Londres, após se sentir mal.

O óbito foi confirmado pela Família Real. Ainda não há informações exatas sobre a causa da morte. Por desejo do próprio príncipe, cerimônias fúnebres devem ser discretas e sem grandes pompas como ele teria direito.

“É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anuncia a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo”, afirmou o palácio em um comunicado. Segundo o texto, o príncipe “faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor”.

Bisneto da rainha Victoria, Philip nasceu em uma mesa de cozinha na ilha de Corfu, na Grécia, em 10 de junho de 1921. Pouco mais de um ano depois, em dezembro de 1922, foi retirado da ilha em uma caixa de laranjas com o restante da família em um navio britânico, quando o tio, o rei Constantino I da Grécia, avô da rainha da Espanha, teve que partir para o exílio.

Depois de uma longa estadia em um pensionato na Escócia, ingressou na Marinha britânica e teve participação ativa na Segunda Guerra Mundial. Após o casamento, em 1947, com a então jovem princesa Elizabeth, Philip Mountbatten foi enviado a Malta, mas a meteórica ascensão militar foi interrompida pela subida ao trono da esposa, em 1952, o que o obrigou a renunciar à carreira.

Desde então, ele desempenhava um papel secundário ao lado da monarca, a qual acompanhava em eventos oficiais.

COMPARTILHAR