Operação “Cruz de Malta” confisca bens de suspeitos de jogos de azar

Mais de R$ 6 milhões em bens foram apreendidos — Foto: Polícia Civil/divulgação

Uma operação da Polícia Civil contra um grupo de suspeito de ter enriquecido lavando dinheiro oriundo da exploração de jogos de azar no Vale do Paranhana, no Rio Grande do Sul foi realizado nesta manhã de terça-feira(19). A quadrilha estaria atuando no ramo há mais de 60 anos, conforme as autoridades.

A ação da polícia está sendo realizada em Taquara,Canoas e Tramandaí, onde são cumpridos 20 mandados de busca e apreensão. Também é solicitado, 25 medidas de sequestro de bens móveis e imóveis. Uma pessoa foi presa.

85 policiais de todas as delegacias Especializadas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), além do apoio de outros departamentos da chefia de polícia.

Para o delegado Marcus Vinicius da Silva Viafore, a operação é fruto de uma investigação policial que se estendeu por mais de seis meses. Ele acrescenta que os líderes da organização utilizavam empresas de fachada a fim de maquiar a entrada de valores advindos de delitos. A polícia confiscou bens avaliados em mais de R$ 6 milhões, entre veículos, embarcações e imóveis.

Está marcada para 10:30 horas uma entrevista coletiva para maiores detalhes.

COMPARTILHAR