Capão da Canoa projeta novo roteiro turístico na área rural

Fortalecimento do turismo, valorização histórica e cultural, além da geração de emprego e renda, são focos do projeto

Desde 2018, quando Capão da Canoa passou a integrar o mapa da regionalização do Turismo a com certificação do MTur, o Turismo Rural entrou para a pauta de potencialidades da oferta do trade na região. De lá para cá, foram diversos encontros com proprietários e empreendedores do setor, Governo do Estado e Instituições Financeiras com o objetivo de regulamentar esta nova atividade turística e criar oportunidades para fomentar a economia local.

Na manhã de terça-feira (17), o grupo de trabalho composto por empresários do segmento rural, Emater, COMTUR, Associação Comercial com seu Núcleo Gastronômico e a Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico deram um importante passo em direção a implementação de um novo roteiro turístico-cultural em Capão da Canoa. O grupo se reuniu nas dependências do Hotel Fazenda Acqualokos para deliberar sobre a inclusão da Estrada da Laguna como parte da oferta turística da cidade, fazendo com que Capão desenvolva e crie economia neste setor também.

O Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, afirma que o foco do município é fortalecer as diferentes vertentes do turismo. “Temos um potencial enorme em diversos cantos da nossa cidade e vamos trabalhar para explorar e entregar o melhor serviço para a comunidade”, diz.

Conforme o diretor de projetos de secretaria de Turismo, Everson Michel, “tem muita história que precisa ser contada e muita gente disposta a ouvir estas histórias incríveis. Nosso papel é se o elo entre o turista e o e destino. A Rota Rural da Estrada da Laguna está pronta para receber este projeto”, destaca.

O novo roteiro irá se chamar “Caminho dos Tropeiros”, e cada propriedade rural que participar do projeto se tornará um destino turístico e contará a história dos tropeiros na região e sua importância para o nosso desenvolvimento.

Segundo o IBGE, o índice de atividades turísticas caiu 36,7% de 2019 para 2020. Para este ano, o cenário ainda é de retração: a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) projeta encolhimento de 9,7% no mercado.

O Secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Itamar Trombetta, considera este projeto um importante incremento na economia, pois a nova oferta turística irá gerar emprego e renda às famílias de Capão.

O Caminho dos Tropeiros é um modelo de oferta turística que foi espelhado no Caminhos de Pedra de Bento Gonçalves, quando no mês de Julho, o prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, acompanhado do Secretário de Turismo Itamar Trombetta e do Diretor de Projetos Everson Michel, foram até o local conhecer o projeto da Associação Caminhos de Pedra e participaram de uma reunião com o Secretário de Turismo da cidade serrana, Rodrigo Parisotto.

Conforme o Ministério do Turismo, uma boa parte da população brasileira vive nas cidades e para fugir do tédio do isolamento e do ritmo alucinante das metrópoles, o turismo rural surge como alternativa. Por conta da Pandemia, muitas pessoas têm aderido ao staycation, o turismo de escapada, para quebrar a rotina do isolamento social e viajar com segurança durante a pandemia. Destinos próximos aos centros urbanos, com menor fluxo de pessoas e, de preferência, em meio à natureza, é a nova demanda do turismo. Não à toa, o ano de 2020 foi escolhido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) como o ano do turismo rural. O turismo rural ainda contribui para a conscientização ambiental e o respeito entre homem e natureza.

A ideia central da Rota Rural Caminho dos Tropeiros é transformar propriedades rurais em destinos turísticos, que serão equipados, qualificados e certificados para desenvolverem esta função. Ao longo da Estrada da Laguna, Capão já conta com dois destinos devidamente cadastrados e a Secretaria de Turismo está trabalhando para cadastrar todos os empreendimentos interessados em compor o projeto, que contará com visitas históricas e City Tour guiado pelos pontos turísticos da Estrada da Laguna.

Matéria: Bernardo Zamperetti/PMCC
Foto: Luiz Moraes/PMCC

 

COMPARTILHAR