Tudo o que você precisa saber sobre Transição Capilar

A transição capilar trata-se do processo cuja mulher deixa seu cabelo crescer naturalmente, longe de químicas que mudem o aspecto natural do seu fio, tal como os famosos alisamentos.

A onda de alisamentos e químicas exaustivas está dando lugar a uma onda muito melhor: a naturalidade dos fios. A transição capilar vem se tornando cada vez mais famosa e permitem com que a mulher fique com a estima mais elevada, a permitindo ver o quão é linda sem nenhum processo químico.

A capixaba Jhanifer, de 21 anos, nos contou sua experiência com a transição e como se sente agora, sem químicas: ‘’Uma menina com 17 anos de idade se descobrindo. Descobri minha cor, minha raça, minha sexualidade, eu enfim estava me descobrindo por completo. Aquele sentimento de liberdade era tão grande que nada mais ia me impedir de ser e mostrar quem eu era para o mundo.’’

Depois de se dar conta do estado que estava seu cabelo, ‘’duas texturas, a raiz crespa com as pontas lisas, eu vivia com o cabelo preso ou pranchado, maltratado…’, Jhanifer, mesmo sem ter pleno conhecimento sobre a transição capilar, resolveu entrar na onda e seguir os conselhos de deixar seu cabelo crescer naturalmente. ‘’Foram longos 12 meses, cheios de racismo, bullyng e palavras ofensivas’’ conta ela.

O processo é lento e é necessário entender que não é da noite para o dia que seu cabelo voltará ao normal. Depois de tantas químicas e agressões o fio demora para voltar ao normal e se livrar dos danos cuidados.

‘’Se eu desisti? Não, eu sabia que enfrentaria uma grande batalha para poder me posicionar num mundo totalmente machista e racista. 12 meses se passaram e eu resolvi fazer o meu BC, para quem não conhece, as siglas significam grande Big Chop, Tradução: Grande corte, eu cortei o meu cabelo, na tesoura 1, foi um choque quando me olhei no espelho e vi que eu tinha feito o famoso corte “Joãozinho”. Eu estava feliz, completamente feliz, podia ver meus cachinhos, por mais que pequenininho, eu podia os ver…’’

Infelizmente, ainda vivemos em época de muito racismo e machismo. E é necessário saber filtrar as coisas boas das negativas. Saber dar ouvidos a quem realmente quer o bem e não a piadinhas e comentários que não nos acrescentam nada. Nossa sociedade ainda vive constantemente baseada por rótulos. Você só é bonita ser for magra, loira, alta e ter cabelo liso. E esses pensamentos acabam prejudicado a vida de inúmeras meninas desde crianças, que sofrem com o preconceito.

‘’Quanto tempo eu não sentia a textura do meu cabelo, passei a alisar aos onze anos pois não aguentava mais ser “Diferente das meninas da minha sala. A sensação era de liberdade, mas também de muito medo, eu sabia que dali em diante muita coisa iria mudar. Assim que fiz meu BC, comecei perceber ao meu redor e ver pessoas como eu, daí comecei a me interessar por cabelos e me decidi, eu queria ser cabeleireira especializada em cabelos Afros.’’

Aos 18 anos, a Jhanifer se formou. Hoje ela é uma mulher negra com um black power poderosíssimo, Youtuber (Canal: Cabelo Meu, Vida Minha) e cabeleireira profissional especializada em Cabelos Afros.

‘’Se você quer saber sobre a decisão de ter saído da transição optando por um corte tão radical: Meninas e meninos, foi a melhor decisão da minha vida! Hoje tenho orgulho de quem sou é toda vez que olho no espelho eu penso “Caraca, que mulherã!o da poh@” Meu cabelo natural trouxe a tona a melhor versao da Jhanifer. Eu tenho ORGULHO de quem me tornei depois que assumi meu crespo.

Minha dica: Primeiro aceite seu cabelo do jeitinho que ele é e depois o assuma. Entenda as necessidades do seu cabelo e cuide dele com muito carinho…’’ Fica a dica!

Quer receber A Folha do Litoral no seu e-mail?

Cadastre seu nome e e-mail e receba a edição semanal do jornal A Folha do Litoral para ler no seu tablet, smartphone ou na web.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

COMPARTILHAR