TRECHO DA BR-101 ACUMULA BURACOS E PREOCUPA MOTORISTAS

Trafegar pela BR-101 virou um desafio. Buracos se acumulam, desníveis e trechos sem camadas de asfalto. As imperfeições concentram-se, principalmente, no sentido Rio Grande do Sul – Santa Catarina.

Entre os Km 87 e 86,são 45 buracos. Mas o Dnit,diz que não tem como bancar sozinho o custo de recuperação da rodovia e que precisa dividir o  orçamento, devido ao fim do contrato da Concepa.

De acordo com a Policia Rodoviária Federal, passam em média pela estrada 20 mil veículos diariamente. Nos fins de semana dos meses de verão e nos feriados prolongados, como o da próxima sexta-feira (12), a média diária na rodovia pula para 80 mil veículos.

— A BR-101, com buracos, se torna ainda mais perigosa. Ela possuiu velocidade de 100km/h e os motoristas costumam trafegar em uma velocidade alta. Quando o buraco é profundo ou largo, isso pode contribuir para um acidente, já que muitos condutores acabam mudando de faixa para tentar desviar — afirma o inspetor da PRF Alessandro Castro.

O tráfego pesado de caminhões,além da falta de manutenção contribui para o desgaste do asfalto. Segundo o Dnit, a chuva dos últimos meses no Estado contribuiu para o aumento dos buracos. O departamento garantiu que dará prioridade aos trechos mais críticos, já que a rodovia terá movimento mais intenso nos próximos meses por causa do verão.

Quer receber A Folha do Litoral no seu e-mail?

Cadastre seu nome e e-mail e receba a edição semanal do jornal A Folha do Litoral para ler no seu tablet, smartphone ou na web.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

COMPARTILHAR