Suíça é o 1º país a registrar vacina da Pfizer em procedimento padrão

Resultados preliminares mostram que a vacina da Pfizer/BioNTech tem 90% de eficácia

A Suíça registrou neste sábado (19) a vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19. É a 1ª autorização enquadrada no “procedimento padrão”, isso é, que não segue o rito do “uso emergencial”. Nesse 2º caso, apenas grupos específicos podem ser imunizados.

Agora, com o estabelecimento do “procedimento padrão”, pessoas a partir de 16 anos são incluídas no processo.

Os números de casos confirmados e de mortes têm alcançado recordes neste fim de ano na Suíça. O país, de 8,5 milhões de habitantes, registra diariamente 4.000 novos casos da doença e mais de 100 mortes. Desde o início da pandemia, foram contabilizados 403.989 casos confirmados e 6.561 mortes por covid-19.

O registro em processo normal acontece 2 meses depois do recebimento do pedido pela Swissmedic. A agência afirma que as pessoas vacinadas terão proteção superior a 90% após 7 dias da 2ª vacinação. Diz ainda que monitora de perto a segurança da vacina. Os efeitos colaterais mais comuns documentados nos estudos de aprovação são comparáveis, segundo o organismo suíço, ​​àqueles sentidos depois da vacinação contra a gripe.

COMPARTILHAR