Seminário Diocesano de Catequese reúne cerca de 400 participantes em Osório

Seminário Diocesano de Catequese reúne cerca de 400 participantes em Osório

Realizado pela Diocese de Osório em parceria com a Editora Paulus, o 1º Seminário Diocesano de Catequese teve como tema “Iniciação à vida cristã: Desafios e perspectivas da catequese hoje”. Foi realizado no sábado, 5 de maio de 2018, na UNICNEC, em Osório e contou com cerca de 400 participantes, na sua maioria catequistas, mas também agentes de pastorais e lideranças das paróquias, “anunciadores da boa nova do Evangelho”, como definiu o bispo diocesano, Dom Jaime Pedro Kohl, na abertura do Seminário.

O bispo diocesano citou um trecho da Exortação Apostólica do Papa Francisco sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual, a Evangelii Gaudium – número 167, que diz: “É bom que toda a catequese preste uma especial atenção à via da beleza”, explicando segundo a Exortação que “anunciar Cristo significa mostrar que crer n’Ele e segui-Lo não é algo apenas verdadeiro e justo, mas também belo, capaz de cumular a vida de um novo esplendor e de uma alegria profunda, mesmo no meio das provações.”.

Conferências

O Seminário contou com duas conferências na parte da manhã. A primeira delas conduzida pelo Pe. Humberto Robson Carvalho falando sobre a “Renovação da comunidade a partir da iniciação à vida cristã”, destacando o fato da Igreja no Brasil buscar inspiração nas primeiras comunidades cristãs, que realizavam um processo profundo de iniciação à vida cristã, e fazendo uma crítica ao modelo atual de “cursinhos de meia hora” para os sacramentos.

Uma conferência que alinhou conhecimento e animação para os catequistas somarem forças com a Igreja Particular na implantação de uma nova metodologia de catequese, conforme orientação da Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros (CNBB). Pe. Humberto utilizou como exemplo o fato de, atualmente, a Igreja preparar os catequizandos para a “1ª Eucaristia”, quando deveriam preparar para a vida cristã.

Ainda na primeira conferência, Pe. Humberto reforça a necessidade urgente de sermos cristãos mistagogos, aqueles que têm intimidade com o mistério divino e deixam transparecer Deus de modo simples e fácil.

A segunda conferência foi mediada pelo leigo Altierez Sebastião dos Santos, que abordou o tema “Catequese e Liturgia: duas faces do Ministério”, dando ênfase para a necessidade de unidade entre essas duas dimensões da vivência da fé. “A catequese e a liturgia são responsabilidade de todos. Não dá para aprender uma coisa e viver outra”, disse o palestrante afirmando que ensinamos aquilo que vivemos.

Altierez citou também a relação do Cristianismo das origens com Tradição Judaica nas práticas religiosas, onde se buscava ligar a dimensão celebrativa com o ensino e a prática de vida.

O palestrante destaca três condições importantes para reunir Catequese e Liturgia na iniciação à vida cristã, são elas: iniciar pessoas no Mistério e não “formar em cursinho da fé”; reunir fé e vida, dando sentido e unidade entre o que se celebra e o que se crê; passar de um processo catequético para um processo mistagógico, ou seja que conduza ao Mistério a partir da própria vivência da fé encarnada na vida.

Oficinas

Pela tarde, o Seminário contou com inúmeras oficinas que puderam contribuir no aprofundamento do tema proposto, em diversas áreas: Comunicação, Celebrações de entrega na catequese, Leitura Orante da Bíblia, Laicato, Espaço da Catequese, Espiritualidade e Vocação foram algumas das áreas.

Com a realização deste primeiro Seminário de Catequese, a Diocese busca responder aos apelos de Aparecida e das Diretrizes Gerais da CNBB, que expressam a necessidade de renovação das estruturas eclesiais e das práticas evangelizadoras (DAp 366-368). Uma nova catequese, que seja mistagógica e inicie para a vida cristã, é caminho de renovação de toda a Igreja.

De fato, ser cristão não é um sentimentalismo vazio, nem um mero aprendizado teórico, mas a experiência viva que leva à adesão ao Reino de Deus, o projeto do Pai, em comunidade.
Texto e foto: Melissa Maciel

Quer receber A Folha do Litoral no seu e-mail?

Cadastre seu nome e e-mail e receba a edição semanal do jornal A Folha do Litoral para ler no seu tablet, smartphone ou na web.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

COMPARTILHAR