Prefeitura lança campanha de identificação dos sacos de lixo

A partir do dia 1° de novembro todos os condomínios, residências e comércios deverão usar sacos pretos ou marrons para o lixo orgânico e sacos azuis ou verdes para o lixo reciclável

Pensando em alinhar as atividades de recolhimento de resíduos sólidos (lixo), com a conscientização ambiental e a valorização do Aterro Sanitário do município, a Prefeitura de Capão da Canoa, através do Departamento de Meio Ambiente, órgão vinculado a Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento, está realizando uma campanha. A mesma tem a finalidade de alertar as pessoas sobre as cores dos sacos de lixo a serem utilizados.

A meta é atingir todos os condomínios, comércios e residências, quanto às cores dos sacos de resíduos (lixo) a serem adotados pela comunidade. Preto ou marrom para os resíduos orgânicos e azul ou verde para os resíduos recicláveis, seguindo as cores do CONAMA 275/2001.

O Decreto 227/2017 definiu que todos os condomínios, residências e comércios da cidade devem regularizar a prática de uso dos sacos nas cores solicitadas, conforme o tipo de resíduo até o dia 1° de novembro. A partir dessa data, a não observância implicará em notificação por parte da prefeitura.

Facilitar o trabalho dos garis da coleta e com isso qualificar a vida útil do Aterro Sanitário é o objetivo. Tal ação agregará valor aos associados do Galpão de Triagem, melhorando o material reciclável e como consequência o ganho socioambiental e geração de renda.

Para o Secretário de Meio Ambiente e Plamejamento, Jorge Arbello, a campanha é de extrema importância, pois será benéfica para todo o município. “Por meio dessa classificação e separação dos resíduos orgânicos e recicláveis, os materias irão para o destino correto”, diz.

De acordo com o Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, ações que respeitem o meio ambiente e os colaboradores que dependem da reciclagem de resíduos são fundamentais. “Além de obter uma cidade limpa e com melhor qualidade de vida, a campanha auxília o trabalho das pessoas da Usina de Triagem”, observa.

Desde o mês de julho, o gestor ambiental do Departamento de Meio Ambiente, Ivair Bedendo, vem realizando visitas aos edifícios, casas e comércios, explicando às pessoas como funcionam as novas normativas. A receptividade tem sido muito boa junto à comunidade. Também ocorreu reunião com as administradoras de condomínio, em conjunto com a UNISC, parceira do projeto com os agentes da Associação de Catadores. Na ocasião, foi dado esclarecimentos sobre como deverá funcionar a sistemática.

 

 

Júlia Bozzetto

COMPARTILHAR