Motorista que atropelou ciclista diz que teve mau súbito

Foto: Arquivo Pessoal / Facebook / Divulgação /A Folha do Litoral

O motorista do Corsa que atropelou e matou a ciclista Débora Saliba, na manhã do último sábado em Porto Alegre, se apresentou nessa segunda-feira e prestou depoimento à Polícia Civil. Acompanhado de um advogado, o homem alegou aos policiais que teria sofrido um mal-estar no momento do acidente. Após a colisão do carro contra a bicicleta, registrada na zona Sul de Porto Alegre, Débora morreu.   Ainda durante o depoimento, o motorista teria dito que, ao perceber o que havia acontecido, ficou apavorado e fugiu do local, abandonando o carro em ruas próximas da avenida Cavalhada. Ele ainda teria alegado que soube por vizinhos que a Polícia Civil esteve em sua casa e pesquisou o fato pela internet e assim tomou conhecimento do falecimento de Débora. Ele decidiu se apresentar à Polícia Civil e informou que o roubo do veículo envolvido no acidente não aconteceu.

Segundo o delegado Gabriel Bicca, responsável pelo caso, a Polícia Civil ainda ouvirá testemunhas e realizará perícias. O motorista não possui antecedentes criminais. Ele foi liberado após prestar depoimento e aguardará o resultado das investigações.

Débora trabalhava em uma loja de departamento na Avenida Eduardo Prado, também na Zona Sul, e participava do grupo de ciclistas Pedal Zona Leste.  Ela deixa dois filhos.

Quer receber A Folha do Litoral no seu e-mail?

Cadastre seu nome e e-mail e receba a edição semanal do jornal A Folha do Litoral para ler no seu tablet, smartphone ou na web.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

COMPARTILHAR