Hospitais começam a receber nova remessa do kit intubação

Hospital Regional Nelson Cornetet, em Guaíba, foi um dos primeiros a receber as caixas entregues pelo 3º Grupamento Logístico - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Um dos primeiros dos hospitais a receber a nova remessa de medicamentos do kit intubação, nesta terça-feira (6), o Hospital Regional Nelson Cornetet, de Guaíba, estava em falta de bloqueadores neuromusculares, usados no procedimento de intubação em pacientes com dificuldades respiratórias em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A remessa de 92 mil frascos de medicamentos que saiu nesta terça do 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, irá beneficiar 69 hospitais de todas as regiões do Estado. A ação dá continuidade aos esforços conjuntos da Secretaria da Saúde (SES) e Ministério da Saúde para evitar o desabastecimento de remédios para ventilação mecânica, fundamentais no tratamento de pacientes graves de Covid-19.

O lote desta semana é composto por 39.825 frascos de Atracúrio, 11.415 de Cisatracúrio, 22.630 de Midazolam e 18.929 de Rocurônio. De acordo com o diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica da SES, Roberto Schneiders, esta é uma quantidade importante, porém ainda pequena frente à necessidade dos hospitais. Para otimizar a distribuição, medicamentos semelhantes ou que produzem o mesmo efeito estão sendo partilhados a hospitais diferentes.

O Midazolam será distribuído para 46 hospitais que têm leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (UTI), e proporcionará uma cobertura mínima para quatro dias de consumo. Os outros medicamentos, que são bloqueadores neuromusculares, serão distribuídos a 58 hospitais que têm leitos de UTI pelo SUS e proporcionará uma cobertura mínima para cinco dias de consumo.

COMPARTILHAR